LAJE É TUDO IGUAL?

LAJE É TUDO IGUAL?
LAJE É TUDO IGUAL?

Não! 
    Feito as gravatas, o preço varia conforme a qualidade e a qualidade vem atrelada ao nome que a empresa construiu com o tempo - no caso das Lajes em Curitiba a Laje Santa Felicidade.
    Existe a laje volterrana, chamada convencional, que se trata de uma laje maciça com 8 cm de altura e ferragem positiva e negativa. 
    Tal laje está sendo gradativamente abandonada pelos construtores em função do peso próprio e substituída pela laje TRELIÇADA, também com altura de 8 cm (pode ir a 12 cm ou 16 cm, conforme o caso), que apresenta a ferragem exposta, sendo composta pelo banzo inferior com duas barras de 5,0 mm e no banzo superior, uma barra 6,0 mm. 
    Tais barras são soldadas eletrostaticamente em forma de treliça - daí o nome de batismo - com aço de 3,4 mm, o que garante sua estabilidade.
    Esta laje tem peso específico menor, é de fácil transporte, pode ser alçada na obra sem muito esforço por um único homem, permite que lhe sejam colocados os dutos da elétrica e da hidráulica por entre as ferragens descritas acima e permite que a malha de ferro adicional para o capeamento seja amarrada com arame recozido no banzo superior.
    E como é que o concorrente pode baixar o preço do produto? 
   Diminuindo a qualidade dos produtos, veja essas imagens abaixo:

A imagem da treliça da esquerda é utilizado aço CA-60 já a treliça da direita e feita de sucata de ferro. Se com a mão tentarmos dobrar os ferros da treliça pesada (esquerda) vai ser bem difícil mas já a da direita é como dobrar uma arame recozido mais grosso, dobra fácil. 
 

Além de usar ferro ao invés de aço ainda não usam ferragem adicional para sobrecargas e vãos livres mais longos, como se recomenda a Norma Brasileira. 


     Utilizam cimento de uma marca desconhecida e sem padrão e ISO.
 
Na sequência utiliza lajotas em cerâmica pesadas devido a qualidade do material utilizado ou vendem o isopor (EPS) com densidade inferior a 16 kg/m3, tornando tal produto bastante perigoso no momento da concretagem. 
    Para encerrar, coloca a treliça acima especificada com o banzo inferior de 4,2 mm (o que é chamado de treliça leve), justamente o aço que tem a capacidade de suportar os esforços de tração da vigueta pré-moldada.
    Isto posto, não convém arriscar, pois que o barato sai caro e o pedreiro acaba tendo que colocar uma grossa malha de ferro para compensar a falta de confiança na laje, que sequer vem acompanhada pela A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica), a GARANTIA do produto, que o cliente não terá.